Quais vantagens posso ter ao colocar meu imóvel para uma imobiliária administrar?

6 principais motivos para que uma imobiliária administre o seu imóvel.

alugar casa

Muitas pessoas alugam seus imóveis por conta própria e decidem administrá-los sem a ajuda de uma imobiliária. Ou seja, o próprio locador fica responsável por cobrar o aluguel, acordar reparos, fazer vistoria e uma série de outras atividades.
O que muitos não sabem é que para evitar dores de cabeça e receber seu aluguel com segurança, se faz necessário uma série de ferramentas, começando pela divulgação do seu imóvel, até uma efetiva análise cadastral do interessado e a melhor escolha de garantia (fiador, caução, seguro fiança, título de capitalização).
Parece algo simples e fácil, entretanto, além destas funções que são muito importantes, requer ainda que a imobiliária ofereça o trabalho de uma equipe especializada que atua nesse ramo. Veja abaixo o quanto é importante o trabalho de uma imobiliária:

  •  Trabalhar no Atendimento e na Divulgação.
    Quando você confia seu imóvel para uma imobiliária, a mesma utilizará de recursos para divulgação. Assim, ela investe em sites, portais, placas e outros meios, para alugá-lo o mais rápido possível.
  •  Disponibilizar um Corretor imobiliário.
    Não basta divulgar! Este profissional é capacitado e estará disponível para encontrar o cliente ideal para seu imóvel, realizando as visitas necessárias com os interessados;
  • Possui um setor Jurídico especializado.
    Para formalização da locação é necessário à realização de um contrato, trazendo segurança jurídica, onde será concebido de acordo com as particularidades de cada imóvel e necessidade das partes;
  • Tem o trabalho de um Vistoriador .
    Este é incumbido por fotografar seu imóvel e entregar relatório das condições de entrada e saída; este traz mais segurança nos contratos.
  • Setor Financeiro.
    Responsável pela cobrança, acompanhar o pagamento, realizar os repasses, aplicar reajustes previstos, taxas administrativas e etc.
  • Dispõe também de um Gerente de locação.
    Durante todo o período de vigência do contrato, este profissional dará um suporte, garantindo tranquilidade para locador e locatário, indicando soluções de eventuais problemas que possam surgir, como hidráulicos, elétricos, etc.

Sendo assim, ao contrário do que muitos pensam, na verdade, você economiza tempo, dinheiro e poderá usufruir de uma locação mais segura e contar com uma equipe de profissionais capacitados na área.
Nossa imobiliária que já está no ramo há muitos anos, coloca a disposição toda essa estrutura, com uma equipe diferenciada e disposta a entender e orientar as suas necessidades.
Se você possui um imóvel e quer alugar ou vender com segurança entre em contato conosco. E com certeza faremos o melhor para ajuda-lo nos seu objetivo. Pode nos ligar nesse numero:(14) 3021-9000, chamar no Whats App: (14) 99886 2909 ou simplesmente preencher esse formulário abaixo e retornaremos pra você.

Conheça as 5 etapas fundamentais para adquirir seu primeiro imóvel.

Neste artigo listamos os 5 principais passos para lhe auxiliar na compra do seu imóvel.

casal feliz ai adquirir seu primeiro imóvelComprar um imóvel está na lista dos primeiros sonhos a ser realizado pelos brasileiros, seja para morar sozinho frente a sua independência financeira, seja para morar a dois e começar uma nova família, ou ainda quando surge a necessidade de uma moradia maior porque a família aumentou, incluindo os animais de estimação tão desejados.

Planejar é o primeiro passo na procura de um imóvel. Para isto apresentamos algumas etapas fundamentais que vão direcionar na hora de comprar seu imóvel:

1 – Faça um levantamento do seu orçamento disponível para compra.

Antes de sair procurando o imóvel dos seus sonhos, pense em quanto você pode gastar. Se há reserva disponível, valores de FGTS, qual renda familiar, além de possibilidades de financiamento se necessário.

2 – Conheça seu limite de financiamento bancário

De nada adianta você passar meses procurando e visitando imóveis e na hora que encontrar e necessitar fechar o negócio, descobrir que não conseguirá o montante que desejava no banco para o empréstimo e concretização de sua compra.

Afim de evitar a frustrações, o melhor é saber o quanto consegue financiar antes de procurar pelo imóvel, devendo inclusive fazer uma simulação no banco de sua preferência.

Busque o melhor financiamento, a quantidade de parcelas e de quanto será a entrada.

3 – Conheça bem os custos envolvidos na transação

Converse com o seu corretor imobiliário. Ele pode aconselhá-lo sobre todos os aspectos relacionados à compra de um imóvel, incluindo as despesas de compra e venda, como custos dos cartórios e imposto de transmissão de bens imobiliários (ITBI).

4 – Defina qual tipo de imóvel e tamanho pretendido

Identifique sua busca escolhendo qual opção desejada – casa, apartamento, condomínio fechado, lofts.

Leve em conta os desejos e necessidades pessoais e de sua família, por exemplo, se há expectativa por área de lazer, quintal. Qual número de vagas na garagem, quartos, banheiros, facilidade na manutenção diária, valor de condomínio, etc.

Lembre que pensar no futuro evita que você tenha que vender o imóvel num curto espaço de tempo.

5 – Reflita sobre sua localização

Se informe sobre os principais acessos para o imóvel, distância do seu trabalho e/ou faculdade, bem como escola das crianças. Também quanto à disponibilidade de centros comerciais com mercado, padaria, academia, shopping center, além de pontos estratégicos para uso de ônibus, metrôs.

O imóvel precisa atender todas as suas demandas. Por isso pense bem, avalie todas as opções, converse com um corretor de imóveis de sua confiança, tire todas as dúvidas, feche o negócio somente com todas suas dúvidas sanadas.

chaves do imóvelPronto! Com esses passos, após realizar as visitas agendadas com seu corretor de imóveis, terá direcionamento e tranquilidade na sua tomada de decisão.

Para isso colocamos nossos consultores à sua disposição, proporcionando um atendimento personalizado, além de orientações necessárias para que você cumpra as 5 etapas acima de maneira segura e realize a compra do seu  imóvel.

Ligue e marque um horário pelos telefones (14) 3021-9000 / 998862909.

ou preencha o formulário e entraremos em contato.

6 Dicas para encontrar um bom corretor de imóveis para a compra da sua casa.

Entenda o papel do corretor no processo de compra e venda.

pessoa preocupada para compra a sua casaPara a compra da sua casa é uma das maiores preocupações ao começar a busca para a compra da sua casa é encontrar uma imobiliária, na qual possua uma boa equipe que possa lhe auxiliar na concretização do seu sonho.

O corretor imobiliário é quem lhe dará esse primeiro atendimento. Se você já teve más experiência com algum corretor, ou está procurando casa e precisa dessa ajuda. Esse artigo é pra você, continue lendo e saiba como fugir de problemas que possam surgir durante todo esse processo.

Primeiramente vamos entender e definir o papel de um corretor de imóveis: esse profissional exerce uma atividade de altíssima responsabilidade, que exige uma habilitação, sem a qual ninguém pode praticar, pois ele estará trabalhando em algo muito especial que é a realização do sonho do seu cliente de se ter uma casa própria.

A compra da sua casa com a ajuda de um Corretor de imóveis

E para que esse sonho se torne realidade é necessário um suporte deste profissional, que lhe dará toda assessoria e segurança, pois esse é capacitado e conhece como funciona o mercado imobiliário.

Neste processo que vai desde a as primeiras orientações mais básicas até o fechamento do negócio, o corretor de imóveis ficará próximo de questões particulares da sua vida, que envolve sua família, segurança, patrimônio e questões financeiras.

Por ser um passo tão importante de sua vida, preparamos algumas dicas para você identificar um corretor de imóveis de confiança que o acompanhe neste processo.

Vamos as nossas dicas:

1 – Inicialmente procure saber, se esse profissional possui o CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) esse é o órgão que garante o registro profissional ao corretor imobiliário e para qual imobiliária ele trabalha;
2 – Note se ele realmente age como seu consultor, se pesquisa sobre seus interesses e necessidades;
3 – Se direciona sua busca, otimizando seu tempo;
4 – Orienta e encaminha o processo de pagamento, financiamento e intermediação;
5 – Tenha certeza de que a pessoa que está participando de tudo isso é de extrema confiança e discreta.
6 – Por fim, após observar estas características, não mude de corretor no meio do caminho, pois nesta fase ele já conhece seu perfil e particularidades, e com certeza achará o melhor imóvel pra você e sua família.

Casal feliz com a chave na mão, que acabou de fazer a compra da sua casa.

Este último aspecto é tão relevante sendo comum que essa relação, inicialmente profissional, se converta em uma amizade duradoura, dado o alto grau de proximidade que acaba por se estabelecer durante a prestação do serviço.

Com essas dicas com certeza você ira fugir de armadilhas na hora de comprar seu imóvel. E confiar no corretor irá trazer segurança na negociação e a tranquilidade de que esta fazendo um ótimo negócio.
E por valorizarmos esse momento da compra da sua casa, possuímos corretores capacitados e dispostos a realizar um atendimento personalizado para atender as necessidades de nossos clientes.
Para um atendimento diferenciado, entre agora em contato conosco pelo formulário abaixo ou nos ligue nos telefones:

14-3021 9000.

 

 

 

A Caixa Econômica Federal alcançou R$ 13,1 bilhões em negócios no Feirão CAIXA da Casa Própria de 2017. O evento, que terminou neste domingo (25), teve um resultado 27,22% maior que na edição de 2016 (R$ 10,3 bilhões). Foram fechados ou encaminhados mais de 65 mil contratos, representando um crescimento de 13,8% em relação à edição anterior (57 mil).Para o Vice-Presidente de Habitação da CAIXA, Nelson Antônio de Souza, a realização do Feirão impulsiona a contratação de crédito imobiliário no país e contribui para geração de emprego e renda. “O Feirão de 2017 evoluiu tanto em quantidade como em volume contratado de negócios. A evolução do resultado demonstra um aumento da confiança do consumidor e o reaquecimento do mercado. Além disso, o Feirão reforça a importância da CAIXA para a indústria da construção civil”, comenta.Neste final de semana, de 23 a 25 de junho, mais de 42 mil visitantes foram ao Feirão, que ocorreu nas cidades de Brasília (DF), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE). Cerca de 14 mil contratos foram fechados ou encaminhados e o volume de negócios superou R$ 2,9 bilhões nas três cidades.O Feirão passou por São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP), Belém (PA), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Salvador (BA), Goiânia (GO) e Uberlândia (MG), de 26 a 28 de maio, e alcançou R$ 10,2 bilhões em negócios no período. Foram mais de 191 mil visitantes nas onze cidades e 51 mil contratos fechados ou encaminhados.Ao todo, o Feirão CAIXA da Casa Própria de 2017 contou com 548 construtoras e 261 correspondentes imobiliários CAIXA, além de 185 imobiliárias, que ocuparam os estandes do evento durante os dois finais de semana de realização. O número de imóveis ofertados foi superior a 232 mil. Foram cerca de 3 mil empregados envolvidos com a realização dos eventos deste ano.

Fonte: investimentosenoticias.com.br

A torre com apartamentos de luxo, projetada pelo escritório Herzog & de Meuron, traz uma vista privilegiada da cidade e se torna a maior construção do bairro de Tribeca

Dos destaques mais impressionantes de Nova York, por certo, são os prédios com formatos curiosos. Entre eles, o novo projeto do escritório Herzog & de Meuron intitulado 56 Leonard. O arranha-céu de 250 metros de altura é o novo prédio residencial do Tribeca, bairro onde Gisele Bündchen e Tom Brady moram, e traz em seu formato curioso 145 unidades de apartamento e 10 coberturas com vista panorâmica da região.

Os 60 andares se intercalam como o jogo infantil Jenga, apelido dado pelos nova-iorquinos após a construção do mesmo. Os apartamentos disponíveis variam entre US$ 3.5 milhões e US$ 50 milhões, com direito a lareira e hall privativo.

A arquitetura e design de interiores do prédio e dos apartamentos segue o estilo industrial, com um toque luxuoso, claro. Pianos e itens de design customizados pelos arquitetos compõem as unidades mais caras.

O escritório suíço realizou uma parceria com o artista Anish Kapoor, conhecido por suas intervenções espelhadas em Nova York. Uma grande obra de arte está posta na entrada principal do 56 Leonard, que leva direto para a área de lazer, com biblioteca, brinquedoteca, academia completa, sauna, sala de ioga e outras facilidades. Por ali também existe uma sala de conferências. Além disso, o Herzog & de Meuron projetou uma um deck ao ar livre para a piscina de 20 metros.

Fonte: Casa Vogue

Está avaliando se comprar apartamento usado é um bom negócio? Confira algumas dicas que ajudarão você a evitar problemas futuros com o imóvel!

Comprar um apartamento usado pode significar um excelente negócio para o seu comprador por diversos motivos – entre eles, pode ser mais barato comparado com um mais novo na mesma região. Também pode ser um imóvel grande, diferente da maioria dos apartamentos mais novos, e isso é uma grande vantagem para muitas famílias.

Outro benefício comum do apartamento usado é que o bairro deste imóvel geralmente já é uma região consolidada, diferente de quando se aposta na valorização ou na revitalização de um local.

Mas é preciso tomar cuidado, verificar possíveis problemas que só poderão aparecer depois que você fechar negócio e aí será tarde. Para isso, atente-se às dicas abaixo!
1. Conheça o entorno do prédio antes de comprar o apartamento

Para comprar um apartamento, quase todos os anúncios mostram brevemente os ambientes, e no máximo as áreas comuns como salão de jogos, piscina e demais itens de lazer.

Para ter informações a respeito do bairro, você pode até utilizar a internet. Será possível ver imagens do comércio e da vizinhança, mas, para conhecer e formar sua opinião a respeito, precisará ir até o local.

E não aquelas duas ou três visitas programadas com o corretor para conhecer o apartamento, mas, sim, ir até o local à noite, fazer trajetos até os pontos de ônibus, conhecer o tráfego em diferentes horários, etc.

Fazendo isso, aumentam suas chances de conhecer os pontos negativos e positivos do bairro e incluí-los na sua avaliação particular para comprar apartamento usado.
2. Conte com apoio profissional para buscar defeitos ocultos

Ao avaliar a compra de um apartamento, usado ou novo, você deverá antes de assinar o contrato, realizar a vistoria do imóvel para verificar se o mesmo encontra em plenas condições de ser habitado e se possíveis defeitos ocultos não possam comprometer o local, quando você estiver morando com sua família.

Muitas vezes, quem não é acostumado com a análise de imóveis não consegue perceber diferenças entre uma rachadura e uma trinca na estrutura do apartamento. Com isso, a vontade de comprar pode trair nessa hora.

Por isso, se possível, conte com o avaliação de um profissional nessa etapa. Ele será capaz de ter uma visão técnica a respeito do apartamento que você deseja morar e poderá demonstrar se é ou não um bom negócio.

Se você não encontrar ou não puder pagar pelo valor de uma avaliação profissional, pode pedir a ajuda de um amigo com mais experiência. Você só não pode comprar o apartamento sem fazer a vistoria e solicitar ao vendedor reparos se forem precisos.
3. Avalie as condições do condomínio onde está o apartamento

De nada adianta você se encantar com um apartamento para compra se ele estiver no último andar de um prédio com 10 andares que possui um elevador quebrado. Ou cuja vaga de garagem fica entre duas colunas que riscam a porta do seu carro a cada nova manobra.

Lembre-se que toda a área comum faz parte da sua nova propriedade e o valor da taxa de manutenção estará diretamente influenciada pelos itens que compõem o condomínio. Verifique se todos os aparelhos estão funcionando e se os valores são compatíveis com o que lhe é oferecido.

Pagar por um salão de jogos sem opções de entretenimento ou por um espaço gourmet que só existe como espaço pode encarecer seus gastos, pode fazer da compra do seu apartamento um negócio não tão bom assim.

Comprar apartamento usado costuma ser um grande negócio. Para que essa expectativa se cumpra, é preciso tomar esses cuidados básicos e conter a ansiedade de fazer negócio o quanto antes, com medo de perder a oportunidade.

Você já buscou apartamento usado para comprar? Conhece alguém que fez bom negócio adquirindo um imóvel nesta condição? Conte para nós nos comentários!

Fonte: Viva Real

3 dicas para comprar um apartamento usado

Comprar um apartamento usado pode significar um excelente negócio para o seu comprador por diversos motivos – entre eles, pode ser mais barato comparado com um mais novo na mesma região. Também pode ser um imóvel grande, diferente da maioria dos apartamentos mais novos, e isso é uma grande vantagem para muitas famílias.

Outro benefício comum do apartamento usado é que o bairro deste imóvel geralmente já é uma região consolidada, diferente de quando se aposta na valorização ou na revitalização de um local.

Mas é preciso tomar cuidado, verificar possíveis problemas que só poderão aparecer depois que você fechar negócio e aí será tarde. Para isso, atente-se às dicas abaixo!

1. Conheça o entorno do prédio antes de comprar o apartamento
Para comprar um apartamento, quase todos os anúncios mostram brevemente os ambientes, e no máximo as áreas comuns como salão de jogos, piscina e demais itens de lazer.

Para ter informações a respeito do bairro, você pode até utilizar a internet. Será possível ver imagens do comércio e da vizinhança, mas, para conhecer e formar sua opinião a respeito, precisará ir até o local.

E não aquelas duas ou três visitas programadas com o corretor para conhecer o apartamento, mas, sim, ir até o local à noite, fazer trajetos até os pontos de ônibus, conhecer o tráfego em diferentes horários, etc.

Fazendo isso, aumentam suas chances de conhecer os pontos negativos e positivos do bairro e incluí-los na sua avaliação particular para comprar apartamento usado.

2. Conte com apoio profissional para buscar defeitos ocultos
Ao avaliar a compra de um apartamento, usado ou novo, você deverá antes de assinar o contrato, realizar a vistoria do imóvel para verificar se o mesmo encontra em plenas condições de ser habitado e se possíveis defeitos ocultos não possam comprometer o local, quando você estiver morando com sua família.

Muitas vezes, quem não é acostumado com a análise de imóveis não consegue perceber diferenças entre uma rachadura e uma trinca na estrutura do apartamento. Com isso, a vontade de comprar pode trair nessa hora.

Por isso, se possível, conte com o avaliação de um profissional nessa etapa. Ele será capaz de ter uma visão técnica a respeito do apartamento que você deseja morar e poderá demonstrar se é ou não um bom negócio.

Se você não encontrar ou não puder pagar pelo valor de uma avaliação profissional, pode pedir a ajuda de um amigo com mais experiência. Você só não pode comprar o apartamento sem fazer a vistoria e solicitar ao vendedor reparos se forem precisos.

3. Avalie as condições do condomínio onde está o apartamento
De nada adianta você se encantar com um apartamento para compra se ele estiver no último andar de um prédio com 10 andares que possui um elevador quebrado. Ou cuja vaga de garagem fica entre duas colunas que riscam a porta do seu carro a cada nova manobra.

Lembre-se que toda a área comum faz parte da sua nova propriedade e o valor da taxa de manutenção estará diretamente influenciada pelos itens que compõem o condomínio. Verifique se todos os aparelhos estão funcionando e se os valores são compatíveis com o que lhe é oferecido.

Pagar por um salão de jogos sem opções de entretenimento ou por um espaço gourmet que só existe como espaço pode encarecer seus gastos, pode fazer da compra do seu apartamento um negócio não tão bom assim.

Comprar apartamento usado costuma ser um grande negócio. Para que essa expectativa se cumpra, é preciso tomar esses cuidados básicos e conter a ansiedade de fazer negócio o quanto antes, com medo de perder a oportunidade.

Você já buscou apartamento usado para comprar? Conhece alguém que fez bom negócio adquirindo um imóvel nesta condição? Conte para nós nos comentários!

Fonte: Viva Real

Apresentado nesta semana, o novo arranha-céu do Zaha Hadid Architects – escritório da premiada arquiteta iraniana Zaha Hadid (1950-2016) – em Nova York está dando o que falar.

Pensado para ocupar o espaço de um prédio de 1950 em Midtown, em Manhattan, o 666 Fifth Avenue usaria a estrutura já existente e adicionaria mais 40 andares, chegando aos 427 metros de altura.

Com formato circular alongado, o projeto abrigaria apartamentos de luxo, um hotel e lojas nos níveis mais baixos. Ainda não se sabe se a construção será aprovada, mas a previsão é que as obras de 12 bilhões de dólares comecem em 2019 e sejam finalizadas até 2025.

Fonte: Casa Claudia

À primeira vista, esta casa parece ter sido abandonada há muito tempo e condenada pela passagem dos anos. Mas a pintura envelhecida e as janelas de madeira escodem uma grande surpresa no interior: uma construção ampla, com ambientes luxuosos e uma decoração requintada, que justificam o valor estimado da casa em US$ 1,6 milhões.

Construída em uma espécie de armazém, a sala de estar, cozinha e sala de jantar foram integradas no mesmo ambiente, enquanto os quartos e banheiros ficaram dispostos no piso superior. Confira as imagens do projeto e prepare-se para ficar de queixo caído:

Fonte: Casa.com.br

Comprar um lar é o sonho de muitos brasileiros e uma das formas mais utilizadas para isso é utilizar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar parte da dívida ou diminuir a quantidade ou valor das parcelas. No entanto, existem diversas regras para que a transação seja possível e uma delas acaba de mudar.Os financiamentos feitos entre 20 de fevereiro e 31 de dezembro de 2017 que se enquadrem no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) poderão incluir imóveis que custem até R$ 1,5 milhão. A mudança visa atingir a classe média brasileira e injetar recursos na construção civil e no mercado imobiliário.O limite anterior, aumentado em novembro de 2016, era de R$ 950 mil para São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e distrito Federal e R$ 800 mil para os demais estados. O novo valor vale para todo o Brasil e contempla apenas imóveis novos.Como funciona o SFH na compra de imóvel novoO SFH é o sistema de financiamento mais utilizado no Brasil e abrange, até dezembro de 2017, imóveis até R$ 1,5 milhão. Até 80% do valor total pode ser financiado, obedecendo algumas regras. O uso do FGTS é permitido e muito utilizado, desde que siga as seguintes normas:O requerente deve ter no mínimo 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS;Os contratantes não podem ter outro financiamento pelo SFH ou ser proprietário de imóvel no município que reside ou trabalha;Contrato de trabalho ativo ou com saldo na conta vinculada ao FGTS de, pelo menos, 10% do valor de avaliação do imóvel.Possibilidades de saque do FGTSA mudança ocorre logo após a liberação de saque das contas inativas do FGTS, o que deve ser analisado pelo consumidor que deseja utilizar o recurso para a compra da casa própria. O FGTS pode ser sacado para a aquisição de um imóvel, em caso de algumas doenças, ao ser demitido sem justa causa ou ao se aposentar.Quando o fundo é utilizado para a compra do imóvel, após requisição e autorização, o dinheiro é transferido automaticamente para o vendedor do empreendimento, sem a necessidade do consumidor realizar diversas transações.Com o aumento do valor máximo para utilizar o FGTS como parte do pagamento, é possível que mais brasileiros realizem o sonho da casa própria. Ficou com alguma dúvida? Pergunte nos comentários.

Fonte: Viva Real